Gurus de investimento

Ralph Wanger

 

 Descrição do trabalho

 

Presidente do Fundo Acorn de  Chicago, administrado pela firma Harris Associates

 

Estilo de investimento:

 

Investidor temático em pequenas companhias de crescimento de médio/longo prazo. 

 

Perfil:

 

Em 1960, após um período trabalhando com seguros, Wanger entrou como analista para o Harris Associates. Logo depois, tornou-se administrador de carteiras. Em 1970 foi nomeado administrador do fundo Acorn. Nos últimos 30 anos, Wanger tem mantido este fundo dentre os de mais alta performance.

Seis meses depois do seu lançamento, o Fundo Acorn perdeu cerca de um terço do seu valor devido à queda mais profunda de mercado desde a década de 30. Felizmente, o mercado recuperou-se na segunda metade do ano e o fundo conseguiu sobreviver. Esta experiência ensinou a Wanger o valor de não se envolver emocionalmente com os caprichos do Mercado.

Wanger se tornou famoso por seus relatórios trimestrais espetaculares: “Algumas pessoas tem me escrito para dizer que se tornaram acionistas somente para receber os relatórios, o que faz destes relatórios a revista mais cara do mundo”.

Wanger concentrou recentemente suas experiências no livro “ A Zebra in Lion Country “ (1999). 

 

Resultados de Longo Prazo:

 

Entre os anos de 1970 e 1998, o fundo Acorn obteve um retorno anual de 17,2%, contra 14,4% do índice S&P500.

 

Maior sucesso:

 

Wanger fez grande fortuna com várias firmas pequenas sem glamour. Uma delas foi a International Game Technology, a maior fábrica de caça-níqueis do mundo. Ele pagou US$ 1,00 por ação em 1988, quando uma nova administração tomou posse e planejava uma nova geração de caça-níqueis. Em 1993, a ação chegou ao preço máximo de US$ 40,00. 

 

Métodos e Estratégias:

 

Concentre-se em tendências que possam durar de 4 a 5 anos, pelo menos.

A vida é movida por tendências econômicas, sociais e tecnológicas, que norteiam também vendas e lucros. Quando for pensar num investimento comece olhando ao seu redor e reconheça as tendências que serão mais importantes e que permanecerão por mais tempo. As tendências favoritas de Wanger são:

 

·         A Revolução da informação e, particularmente, seus impactos nos custos;

·         A expansão mundial das redes de dados e telefonia;

·         O negócio de entretenimento, catapultados por velhos Baby-Boomers influentes;

·         A terceirização, permitindo com que companhias voltem-se para suas atividades fim;

·         A Administração financeira, essencial para planos de saúde num mundo que está envelhecendo.

 

 

Pense Pequeno.

 

De uma forma geral, as pequenas companhias, mostraram ser investimentos muito mais lucrativos do que as grandes. Como não é possível comprar um grande número delas, tente focar sua pesquisa nas mais promissoras de um setor. Mas evite micro-companhias, elas são muito arriscadas (Na Inglaterra isto significa procurar por empresas com capitalização entre 30 e 250 milhões de Libras).

As melhores companhias pequenas são aquelas que dominam seu nicho de mercado. Suas características normalmente incluem:  

·         Mercados crescentes para seus produtos,

·         Um bom design,

·         Um sistema de fabricação eficiente e de baixo custo,

·         Uma excelente administração,

·         Uma administração de marketing habilidosa, e

·         Uma alta margem de lucro. 

 

Para obter os melhores lucros, olhe para o sentido da maré:  

 

Wanger focava-se nas líderes das indústrias de crescimento. Mas, os melhores lucros são obtidos por companhias beneficiadas por um negócio em crescimento. Usando um velho ditado: “Não foram os mineiros que ganharam dinheiro na corrida do ouro, mas aqueles que vendiam as pás e picaretas”. 

 

 Exemplos:

Ao invés de investir em companhias de semicondutores como a Intel que fabricava microchips, Wanger preferiu as empresas de telefones celulares, que usavam estes componentes dentro dos aparelhos. 

O crescimento só pode ser sustentado por companhias com fortes indicadores financeiros. O crescimento será comprometido em companhias que necessitam beber dinheiro para sustentar o seu crescimento. Desta forma:

·         Verifique o Balanço Patrimonial para descobrir se existe muito débito, ou débito crescente;

·         Verifique outras dívidas como, por exemplo, se os pagamentos de pensões são razoáveis;

·         Procure por verdadeira geração de caixa e não somente por lucros contábeis; e

·         Como regra, evite, "turnarounds”, companhias novatas, lançamentos, que tendem a ser companhias fracas financeiramente, especialmente se forem de alta tecnologia.

 

 Insista no valor

 

Uma boa companhia não é necessariamente uma boa ação, a não ser que esteja corretamente precificada. Procure por companhias que estejam baratas em relação a seu potencial de crescimento. 

·          Uma primeira medida de potencial é o PEG.

·         Uma medida melhor é estimar o lucro por ação 2 anos adiante e multiplicá-lo por seu provável índice P/L, para chegar ao valor. Os índices P/L serão maiores se as taxas de juros forem menores e vice-versa. (Os profissionais calculam isto pelo modelo de desconto de dividendos). 

 

Venda Relutantemente

 

Se você fez seu dever de casa corretamente, poderá manter suas ações por, pelo menos, 4 a 5 anos, enquanto a tendência se desenvolve. Wanger gira apenas ¼ da sua carteira por ano.

Algumas vezes o P/L irá subir a níveis assustadores. Aí você deverá vender algumas de suas ações para reduzir o risco. Wanger vendeu a International Game Technology quando seu P/L chegou a 40 e seu crescimento de lucros estava em 25%.

Na vida real, as decisões de venda de um papel são sempre difíceis. Você não pode aplicar regras rápidas e radicais. Ao contrário, é necessário reavaliar cada situação”. Fonte: “A Zebra in Lion Country”. 

 

Citações:

 

"Primeiro descubro a música que será tocada nos próximos anos. Depois que grupos de ações irão refletir melhor aquela música”.  

“Eu não quero companhias do tipo ‘eu-também’ que são quintas ou sextas colocadas no seu grupo industrial, porquê muito raramente suas margens de lucro serão tão boas quanto à dos líderes”.

"Pegue uma carona na onda –investir em companhias que se beneficiem de novas tecnologias, ao invés das próprias companhias da tecnologia – é sempre uma estratégia melhor”. 

"Faca de conta que um de seus colegas excêntricos, que dirige um grande banco, acabou de oferecer a você um empréstimo, com uma taxa de juros de 10%, para que você compre a preço de mercado todas as ações que conseguir de uma determinada empresa que você está estudando. Se você estuda a companhia e diz ‘ Cara isto é espetacular! Me faça o empréstimo que eu me demito agora e vou dirigir esta companhia! É uma tremenda pechincha!’ Então você provavelmente tem uma boa ação”. 

 

Outras informações

 

John Train escreveu um perfil de Wanger no” The New Money Masters (1989)”. Um dos apêndices contém alguns extratos de seus relatórios trimestrais. Wanger atualizou a história no livro “A Zebra in Lion Country” (1999). E algumas outras  leituras podem ser efetuadas aqui

More Investor education material on Incademy.com

 

 

Copyright© 2003 Yahoo! All rights reserved.Copyright© 2003 Incademy All rights reserved.

Comments to: finance@uk.yahoo-inc.com

 

 

Textos                 Links             Avaliações           Home